Precificação de produtos: como definir o preço certo

Tempo de leitura: 3 minutos

Valor de mercado, custo fixo, variável, margem, tempo do serviço… Saiba o que levar em consideração para definir o preço do produtos.

Estratégias de precificação de produtos devem levar em conta o planejamento estratégico da empresa, o que ela pretende para o presente e para o futuro, pois os preços impactam diretamente na lucratividade da empresa, alavancando negócios e vendas ou deixando-a estagnada.

Para fazer a precificação de produtos certa, é preciso primeiro conhecer o custo do seu produto acabado, ou seja, ter detalhadamente tudo o que envolve a fabricação dele, como matéria-prima, maquinário e mão de obra.

Tendo estes dados em mãos, é possível saber o valor mínimo que o seu produto deve custar ao cliente, ou seja, esta é a sua base para não cobrar menos do que o custo de produção. A partir daí você tem várias opções de estratégias de precificação, dentre as quais as mais utilizadas são as que apresentamos a seguir.

Precificação baseada em custos

Esta é a estratégia de precificação mais utilizada pelas empresas, pois facilita a gestão das vendas e dá uma percepção mais apurada da rentabilidade proporcionada. Ela consiste em determinar um percentual de lucro sobre o custo do produto, tornando o cálculo do preço final bastante simples.

Para exemplificar, suponhamos que seu produto custa R$ 100,00 e você deseja ganhar 50% de lucro sobre o valor do produto. O cálculo ficaria da seguinte forma:

Preço final = 100,00 + (100,00 X 0,50)

Preço final = 100,00 + 50,00

Preço final = 150,00

Não se esqueça de considerar o seu tempo também como um custo, e não apenas a matéria prima.

Precificação de produtos de acordo com o mercado

Utilizada quando o custo total do produto é difícil de determinar, a estratégia de precificação de acordo com o mercado consiste em pesquisar qual é o preço praticado pela concorrência e assim determinar o preço do seu próprio produto.

Esta forma de precificação pode limitar a competitividade de pequenas empresas caso elas não saibam definir corretamente quem são seus concorrentes, pois não se pode comparar uma pequena empresa a uma média ou grande.

Outro fator a ser considerado ao optar por esta estratégia de precificação é que o valor percebido pelo cliente para o seu produto pode não ser condizente com o preço praticado, afundando as vendas.

Precificação de produtos baseada no valor percebido pelo cliente

Esta forma de precificação de produtos vem ganhando cada vez mais espaço por ser mais condizente com o mercado atual, onde as pessoas têm uma oferta incrível de produtos similares e podem escolher à vontade por esta ou aquela marca.

Nesta modalidade de precificação, o empreendedor deve fazer uma pesquisa de mercado para saber quanto seu cliente pagaria pelo seu produto, confrontando os resultados da pesquisa com o seu custo de fabricação.

Verificado que o cliente pagaria mais do que o custo de fabricação, tudo certo, o produto pode ser comercializado. Caso contrário, é preciso repensar as estratégias de comunicação e vendas para aumentar o valor percebido pelo cliente, visando manter a lucratividade da empresa. Rever o processo de fabricação e procurar soluções alternativas para reduzir o custo do produto também é uma boa ideia para quem deseja se manter competitivo no mercado.

Você já utiliza alguma destas estratégias de precificação? Ficou interessado em mudá-la para fazer um teste? Deixe seus comentários!

Deixe seu email aqui!

Insira o seu email e receba todos os conteúdos sobre gestão de estoque e produtos!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *