Como criar a fachada comercial dos seus sonhos

Tempo de leitura: 5 minutos

Fachada comercial é um dos mais importantes pontos de contato com clientes para quem tem lojas de rua, quiosques ou pontos de venda em shopping centers.

Muito se fala, hoje em dia, do marketing digital e de sua importância, mas não há como negar que ele precisa ser complementado por outras mídias.

E, no caso do varejista com ponto comercial aberto, a comunicação visual na fachada comercial é um fator determinante. Ser chamativo sem criar na poluição visual é um dos dilemas mais comuns.

Além disso, quanto espaço deve ser reservado para a vitrine? E a iluminação, o que deve destacar?

Para ajudar você a solucionar estas e outras dúvidas sobre como fazer uma fachada de loja, criamos uma lista com 8 dicas práticas, aproveite!

8 regras para criar uma bela fachada comercial

Ao ler estas dicas, leve em conta que no caso de galerias e shopping centers, na maioria das vezes, a fachada da loja é uma imensa vitrine de vidro.

Nesse caso, adapte algumas das dicas sobre design de fachadas comerciais, se necessário.

1- Vitrines

Vamos começar por este tema porque ele é comum a qualquer fachada comercial.

Como dissemos, existem lojas em que praticamente toda fachada é uma grande vitrine. Neste caso, aproveite isso ao máximo para expor seus produtos.

Use prateleiras, araras, cubos e outros tipos de suportes, dependendo de seu ramo, e até belos cenários criados especialmente para isso. Mas, em algumas lojas, como de veículos e de móveis, por exemplo, é interessante deixar um espaço para a visão interna do estabelecimento.

Lembre-se de que a luz interna das vitrines de vidro deve ser mais forte que a externa, ou se criará um efeito espelho, impedindo a visão da parte interior de sua loja.

2- Onde colocar o logotipo

No caso das vitrines de vidro, seu logotipo pode ser adesivado, de preferência em uma parte mais alta.

Em lojas com paredes na fachada, o logo pode ser pintado, entalhado, afixado em belas letras de metal ou usado em instalações de luz, como backlights ou até neon, dependendo do estilo de seu estabelecimento.

O mais comum é colocar o logo sobre a porta de entrada, mas nada impede de repeti-lo, sem exageros, em uma vitrine lateral ou mesmo parede.

3- Cores na fachada comercial

Este é um assunto delicado. A primeira dica é usar as mesmas cores de sua identidade visual, de seu logotipo.

Mas é preciso tomar alguns cuidados para não tornar a fachada de sua loja um verdadeiro incômodo para quem passa na rua ou no centro comercial, de tão colorida e chamativa.

Opte pela discrição, se você tem um público mais refinado e comedido.

Mas mesmo se você tem uma clientela jovem e descolada, o exagero nunca é agradável. Tente usar o bom senso e evite a poluição visual a qualquer custo.

4- Iluminação

Neste quesito do projeto de fachadas comerciais, é preciso levar em consideração 2 fatores: segurança e o que se quer destacar.

Assim, se sua loja é de rua e fica aberta até mais tarde, use uma boa iluminação para seu cliente se sentir seguro diante dela, apreciar sua vitrine tranquilamente e entrar.

Por outro lado, a iluminação também pode incluir elementos em neon e backlights, que já comentamos, além da iluminação para destacar pontos importantes.

Assim, mesmo com a luz interna em destaque, é possível colocar algumas luzes externas em direção ao logo pintado em uma parede, por exemplo, ou outro detalhe da fachada que queira destacar.

5- Manutenção e limpeza

Muitos lojistas investem em seus projetos de fachada comercial quando começam o negócio, muito empolgados e criativos, e depois se esquecem deles.

Uma fachada suja, deteriorada, com vitrines trincadas ou outros sinais de abandono, passa a impressão de que seu negócio não vai bem, o que costuma espantar os clientes.

6- Aproveite o tráfego de pedestres

Uma dica para escolher onde colocar mais vitrines ou manter paredes, é analisando por onde passam os pedestres.

Se sua loja é de esquina, e tem uma fachada comercial dupla, pode ser o caso de escolher um lado para vitrine e outro para logo.

O certo é que quanto mais for possível apresentar seus produtos e o interior da loja, melhor. Mas, se tiver que optar, analise onde as pessoas circulam com mais intensidade e posicione lá suas vitrines.

7- Pense nos veículos

No caso de lojas de rua, às vezes é importante chamar a atenção de quem está nos carros.

Para isso, algumas informações precisam estar no alto. O uso de comunicação visual com luzes pode ajudar, além dos famosos totens, que são letreiros (luminosos ou não) colocadas no alto de postes, para chamar a atenção de mais longe.

8- Legislação

Na cidade de São Paulo, por exemplo, a legislação é muito rígida sobre o uso de inscrições e logotipos na fachada comercial dos estabelecimentos.

Antes de iniciar qualquer projeto, verifique as leis de comunicação visual de sua cidade.

Pronto para criar ou remodelar sua fachada comercial, depois destas dicas? Lembre-se: além de visibilidade e bom gosto, o segredo é criar um layout que seja a cara de seu público e que tenha a ver com aquilo que eles mais apreciam em seu negócio.

Este artigo foi escrito pela equipe da We Do Logos, o maior site de concorrência criativa da América Latina e um dos primeiros do Brasil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *