10 dicas imperdíveis para negociar com fornecedores na sua loja

Tempo de leitura: 6 minutos

Negociar com fornecedores garante que o seu negócio consiga se manter no mercado de maneira competitiva, lucrativa e dinâmica. Além disso, essa atitude proporciona algumas condições financeiras vantajosas, como descontos e até contratos a longo prazo.

No entanto, por mais que negociar seja uma etapa crucial para estar à frente do mercado, nós sabemos que nem sempre se trata de uma tarefa fácil. Em muitos casos, é necessário adotar uma postura de cautela para se obter os melhores resultados.

Pensando nisso, para ajudá-lo a estar sempre preparado, separamos 10 dicas imperdíveis de como negociar com fornecedores em seu negócio da melhor maneira possível! Acompanhe:

1. Tenha certeza do que você quer

Durante a negociação, tenha em mente o seu objetivo para saber até onde pode ir. Não negocie se estiver incerto sobre a quantidade de produtos que comprará, quando poderá pagar ou qual o prazo de entrega necessário.

Sem ter números concretos em mãos, seus argumentos acabarão em pouco tempo e os fornecedores levarão a vantagem. Dessa forma, estar preparado para a negociação é o básico para que você consiga impor as suas condições.

Para isso, saiba quais são as necessidades do seu negócio, demonstre-as e diga o que está disposto a comprar ou não. Estruture os seus argumentos para que, quando for pedir um desconto, você tenha as justificativas que persuadirão os fornecedores a venderem por menos.

2. Priorize o pagamento à vista

Quando o assunto é pagar por um produto ou serviço, os comerciantes sempre preferem que o pagamento seja feito à vista – isso acontece já que, dessa maneira, a quantidade de encargos tributários é menor.

Por isso, caso tenha capital o suficiente para realizar as suas compras dessa forma, você certamente conseguirá pechinchar mais e obter descontos dos fornecedores. No entanto, utilize essa estratégia somente para os produtos que têm as vendas garantidas, uma vez que, do contrário, você estará investindo em algo que ficará parado no estoque.

3. Tente aumentar o volume da compra

O valor de uma compra pode influenciar bastante no seu poder de negociação. Em vez de comprar aos poucos, tente economizar mais dinheiro para conseguir fazer a compra de um volume maior de produtos. Faça, primeiramente, uma análise cuidadosa de sua capacidade financeira e chame os fornecedores para negociar.

O cuidado que você deve ter aqui é o mesmo do tópico anterior: evite que esse investimento seja feito em produtos que não têm saída rápida.

4. Pesquise bastante antes de fechar negócio

Por mais que você tenha os seus fornecedores preferidos, é sempre bom atentar-se aos valores de mercado. Não se satisfaça com apenas um orçamento: vá em busca de outros para poder compará-los.

Se os seus atuais fornecedores não estão facilitando a negociação, procure outros que estejam mais dispostos a negociar e receber o valor que você tem no momento. Um fornecedor novo pode ter, além dos produtos que você deseja, outros que possam vir a ser interessantes para você, firmando uma parceria ainda mais duradoura e vantajosa para as duas partes.

5. Feche contrato a longo prazo

Além de oferecer segurança para o seu negócio e para o fornecedor, o contrato a longo prazo garante que vocês manterão uma relação comercial por mais tempo. Um dos seus principais benefícios é a possibilidade de evitar que os preços das mercadorias fiquem flutuando.

Esse argumento, ao negociar com fornecedores, deve ser usado quando você precisa de um item que vende muito e que, ao mesmo tempo, não pode faltar no seu estoque. Trata-se também de uma estratégia para quem tem um ótimo fornecedor e não deseja perdê-lo para os concorrentes.

6. Aproveite as oportunidades entre as sazonalidades

Sabe-se que a procura por alguns produtos aumenta em determinadas épocas do ano, sobretudo próximo às datas comemorativas, ocasionando um aumento significativo de preço. No entanto, há também períodos em que esses produtos ficam bem mais baratos, exatamente por causa da falta de procura.

Dessa forma, aproveite esses períodos para adquirir e estocar mais produtos. Uma vez que a demanda é baixa, pode ser que o fornecedor fique mais flexível ao se negociar. Nesse caso, vale a pena investir nas outras dicas já apresentadas no post, como comprar mais e pagar à vista.

7. Compre produtos complementares

Em vez de comprar um produto de cada fornecedor, experimente negociar a compra de dois ou mais do mesmo local. Aproveite para adquirir produtos complementares, de modo a agregar valor à compra e, assim, ter maior poder de barganha.

Essa técnica é muito utilizada para baratear as compras. Analise quais são os produtos que você deseja adquirir e solicite ao fornecedor dois orçamentos diferentes: um que contemple somente a sua aquisição habitual e outro com o acréscimo de produtos complementares.

Compare os valores e chame o fornecedor para negociar. Além disso, o fato de os produtos estarem vindo de um mesmo lugar pode baratear custos como o frete, por exemplo.

8. Estabeleça um relacionamento de confiança

Para que a negociação com os fornecedores seja um sucesso, você deve ter em mente que eles precisam ser seus grandes companheiros de trabalho. Assim, não deve existir rivalidade ou distanciamento entre vocês, uma vez que os acordos beneficiam as duas partes.

Mantenha um contato regular e amistoso com os seus fornecedores. Quanto maior for a frequência das negociações e a proximidade entre vocês, maiores serão as possibilidades de flexibilização de prazos, preços e até quantidades.

9. Seja paciente durante a negociação

Lembre-se que a pressa é inimiga da perfeição. Por mais ávido que você estiver durante a negociação, é fundamental manter a calma e ouvir as propostas pacientemente. Se você estiver nervoso ou apressado, pode acabar transmitindo um sinal equivocado a seu respeito para os fornecedores, que poderão entender isso como um “ok” para quaisquer termos contratuais.

10. Evite falar mais do que o necessário

Quando chegar para negociar com fornecedores, exponha as necessidades do seu empreendimento e ouça, o mais atentamente possível, o que eles têm a dizer. Não fale mais do que o necessário.

Faz-se necessário adotar uma postura de cautela diante das informações que são transmitidas para os fornecedores, uma vez que o excesso delas pode prejudicar o resultado das negociações. Existe o momento certo de apresentar dados, prazos, valores e volumes. Deixe que o fornecedor exponha suas soluções para que, enfim, você coloque as suas condições.

Colocando em prática as dicas acima, você certamente terá mais argumentos na hora de negociar com fornecedores e conseguir, dessa forma, descontos e outras vantagens para manter o seu negócio sempre competitivo e lucrativo.

Gostou do conteúdo de hoje? Aproveite para conferir o nosso artigo sobre as 4 características comuns dos empreendedores de sucesso. Leia e saiba se este é o seu perfil!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *